sábado, 15 de junho de 2013

"Não conheço mais caminhos, não procuro novos mapas, faço minha história no permanecimento. Você é minha casa, meu terreno, minha pátria, meu lugar tranquilo, meu descanso, você é a bandeira sobre qual me estendo. Nos confundimos nos nomes e sobrenomes, nas datas e nascimentos. Não sei se eu termino, ou se você começa, ou então se é o avesso. Somos laço. Nos perdemos em um abraço, já não sobra dúvidas sobre ocuparmos o mesmo lugar no espaço. Hoje vamos inaugurar nosso amanhã."


4 comentários:

Aline Teles disse...

Que lindo! Adoro os textos da Cáh. Ficou lindo esse texto em parceria. Suspiros. Beijinhos e um ótimo domingo para você.

Be Lins disse...

Inaugurar amanhãs.
É uma expressão linda.

Beijo, Lu!

♥ Luciana de Mira ♥ disse...

Que lindo lindo lindo! Amei!!

Wendel Valadares disse...

<3