quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

“Quando eu não sei o que estou fazendo, tenho cara de quem não sabe o que está fazendo. Quando estou animada ou nervosa, tenho cara de quem está animada ou nervosa. Quando estou perdida, o que é frequente, tenho cara de perdida. Meu rosto é um transmissor transparente de cada pensamento meu.”

(Elizabeth Gilbert em Comer, rezar, amar)

Um comentário:

QUIM disse...

E assim mesmo é que é delicia....bj