quinta-feira, 2 de setembro de 2010


"Não importa quanto tempo já se passou: eu sou a mesma, o amor é o mesmo, e a esperança."

(Lya Luft)

3 comentários:

J. disse...

O tempo pode passar mas as pessoas não mudam a esperança continua de um dia ser melhor.

Priscila Rôde disse...

Gostei tanto, tanto, que twittei!
Amo os escritos da Lya! São perfeitos!

Daaý Brunett´S disse...

Não importa quantos tombos, quanto tempo, continuo aqui, frágil...mas com a mesma intensidade...
Perfeito!! =)