quarta-feira, 28 de julho de 2010


"Olhe, tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras. Sou irritável e firo facilmente. Também sou muito calmo e perdoo logo. Não esqueço nunca. Mas há poucas coisas de que eu me lembre. Sou paciente mas profundamente colérico, como a maioria dos pacientes. As pessoas nunca me irritam mesmo, certamente porque eu as perdoo de antemão. Gosto muito das pessoas por egoísmo: é que elas se parecem no fundo comigo. Nunca esqueço uma ofensa, o que é uma verdade, mas como pode ser verdade, se as ofensas saem de minha cabeça como se nunca nela tivessem entrado?"

(Clarice Lispector)

8 comentários:

Tatiane Lemos disse...

Essa vida é uma incerteza e as pessoas nela tmb, teu blog sempre com conteúdos muito lindos!

Beijo menina

Winny Trindade disse...

Amo a Clarice Lispector.
Ela é incrível.

Abraço meu.

Sil.. disse...

Lispector sempre será a DIVA!

Um abraço Luzia, sinto saudade quando demoro a passar aqui!!!

Salve Jorge disse...

Contraditório
Fujo do simplório
Simplesmente dançando
Sempre buscando
E até nisso

Tatiane Lemos disse...

que nada Lu, adoro aqui*

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Luzia! Estive passeando quando avistei o teu espaço, invadi, gostei e não relutei em dizer que ele é muito bonito, interessante e bastante aconchegante.

Quanto ao post, em tratando-se de Clarice Lispector, dispensa comentários.

Beijos e ótima tarde pra ti e para os teus.

Furtado.

Grafite disse...

"Olhe, tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras."

Clarice é mesmo incrível!

beiijo,
*.*

Fabiana Brito disse...

Primeira vez que passo por aqui.. adoriii ^^ - voltarei smpre que puder.bj