sexta-feira, 5 de novembro de 2010

"O amor é a capacidade de descobrir no outro o que ele ainda não viu que tem."

(Pe. Fábio de Melo)

14 comentários:

rívea duarte disse...

Acho justo! Sou fã de Fábio, escreve de uma forma simples, solta .. .

Luzia, adorei o seu Blog. Estarei sempre por aqui!

Bom fim de semana.
Um beijo,

,)

♥ Evelin Pinheiro ♥ disse...

É verdade. As pessoas tem coisas [boas e ruins] que não tem consciencia que tem. É bom quando podemos mostrar... mas as vezes dói.

Passa lá sumida!!
BeijO*-*
http://www.evesimplesassim.blogspot.com/

Gislãne disse...

O padre Fábio de Mello tem lindas frases.

:)

Cristiane disse...

Pd Fábio e suas belas e sinceras frases! LINDA!

Ná* disse...

Lindo!
Amo seu blog =)
Estou sempre por aqui.
Beijão.

Tainá Oliveira disse...

amei, amei, amei, amei muuito mesmo seu blog,parabens pelo post, ja estou seguindo, quando der visita o green?

http://greenapple205.blogspot.com/
bgsmil;*

Verônica Heiss disse...

que bonito!

jefhcardoso disse...

Oi, Luiza! Muito lindo isso. O amor é realmente tudo isso e muito mais. Parabéns por sua escolha para a postagem. Abraço!

“Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)

http://jefhcardoso.blogspot.com

Lua disse...

Essa frase diz tanta coisa..!

boa semana querida,
bjo ;)

Maria Rita disse...

Me responde uma coisa...como estar por aqui e não te seguir?

Sigo-te pois estou encantada com td!

Beijos pra Ti

Novembro. disse...

E nas estrelas mais distantes, descobrir o verdadeiro amor.

Sil.. disse...

Luzia...

Essa frase do Pe Fabio, me lembrou de uma aula que tive, quando estudava o Kardecismo.

Meu professor pegou uma cartolina branca e desenhou um ponto preto bem no centro dela.
E perguntava pra gente, o que a gente entendia daquilo.
Todo mundo falava: É uma cartolina com um pontinho preto. Foi unanime.
Dai, meu professor disse: Porque não pode ser um pontinho preto no centro de uma cartolina? A cartolina foi a resposta, por ser grande, e o ponto pequeno, então todos enxergavam primeiro ela.
E ele explicou, que a cartolina era os defeitos do ser humano, e o pontinho era o próprio ser humano. E que a gente só via os defeitos das pessoas, nunca o melhor dele.
Foi uma aula que me fez chorar.

Desculpe o tamanho do comentário rs, mas essa frase veio bem a calhar.
Beijoooooo Luzia, tão querida!

Clara disse...

Pe. Fábio, como sempre, perfeito.

Beijosss

Geysa Mota disse...

Achei seu blog procurando uma frase de Caio F. Abreu... Parabéns, ele é lindo!! Já está em meus favoritos!
Abraço