sábado, 19 de junho de 2010


"Não gosto de nada que é raso, de água pela canela. Ou eu mergulho até encontrar o reino submerso de Atlântida ou fico à margem, espiando de fora. Não consigo gostar mais ou menos das pessoas, e não quero essa condescendência comigo também. Pareço transparente e azul, mas é tudo anilina, sou uma praia de cartão-postal."

(Martha Medeiros in Divã)

2 comentários:

Thaisa Schelles disse...

Lindo textoo!

"Não consigo gostar mais ou menos das pessoas, e não quero essa condescendência comigo também."
Eu sou exatamente assim...

beijos

Sil.. disse...

To com a Martha e não abroooo!!